Pera guerrejar. Armamento Medieval No Espaço Português – Crítica | Review

5_RotPera_1_350_250

Pera Guerrejar. Armamento Medieval No Espaço Português

Coordenação de Mário Barroca e João Gouveia Monteiro

Se os dois volumes anteriormente aqui glosados eram essenciais para a compreensão das vivências quotidianas da Baixa Idade Média em Portugal – a vivência “civil”, por assim dizer -, o catálogo Pera Guerrejar é uma das boas bases de que um estudante de Hoplologia portuguesa dispõe para criar uma visão alargada da vivência da guerra no nosso território.

O catálogo, concebido para a exposição epónima em 2000, inclui seis ensaios de alguns dos maiores académicos da área da hoplologia e história militar ibéricas, incluindo João Gouveia Monteiro, Mário Barroca e Alvaro Soler del Campo. O grande trunfo de Pera Guerrejar reside na sua versatilidade e abrangência: Oferece, além da exploração detalhada de tópicos interligados pelo tema principal, um bom  (se bem que curto) dossier visual e o catálogo propriamente dito da exposição, permitindo ao leitor confrontar o conteúdo dos ensaios com os artefactos a que dizem respeito – não deixando, dessa maneira, que os tópicos a reter se fiquem pelo abstracto. Destacaria deste volume o artigo “Armeiros e Armazéns nos Finais da Idade Média”*, de João Gouveia Monteiro, pelo excelente apanhado que faz a partir da transcrição e análise da Carta de Quitação do Arsenal Régio de Lisboa, 1438-1448 – um documento indispensável para o estudo do armamento português no início do nosso século.

A falha deste volume, se é que lhe podemos chamar falha, reside na sua dispersão. Por abordar um número de vertentes específicas da realidade da guerra em Portugal ao longo de quase seis séculos, e o fazer em grande detalhe, a visão de conjunto assume contornos algo vagos. Esta característica está obviamente associada à própria natureza  da publicação, portanto não é um mal maior nem retira qualquer mérito ao volume como um todo.

Uma última nota: o volume só pode ser adquirido contactando a Câmara Municipal de Palmela.

*Este artigo, expandido, encontra-se publicado individualmente em volume com o mesmo nome, pela Palimage Editores.

— || —

5_RotPera_1_350_250

Pera Guerrejar. Armamento Medieval No Espaço Português

Coordinated by Mário Barroca and João Gouveia Monteiro

If the two previous books were essential for understanding daily life in Portugal during the Late Middle Ages – the “civilian” side of things, so to speak – Pera Guerrejar is one of the best resources Portuguese Hoplology students have to help them have a comprehensive view of the experience of war in our territory.

The catalogue, created for the eponymous exhibition in 2000, includes six essays by some of the leading academics in Iberian hoplology and military history, including João Gouveia Monteiro, Mário Barroca and Alvaro Soler del Campo. Pera Guerrejar‘s greatest asset is its versatility and breadth. In addition to detailed studies of several different topics, interconnected by the exhibition’s main theme, it includes a good (though short) visual dossier and the catalogue of the exhibition itself, with plenty of photos. This allows the reader to contrast and compare the content of the essays with the artefacts themselves  – turning abstract discussion into concrete reality. One of the high points of the volume is the article “Armeiros e Armazéns in the Finals of the Middle Ages” *, by João Gouveia Monteiro, for its excellent work in transcribing and analysing a Letter of Quittance, 1438-1448, from Lisbon’s Royal Arsenal – an indispensable document for the study of Portuguese armament at the beginning of the 15th century.

The catalogue’s weak point, if we can call it that, lies in its dispersion. By tackling a variety of rather specific aspects of the reality of the war in Portugal across nearly six centuries, and doing so in great detail, the overall picture becomes somewhat vague. This is obviously due to the very nature of the catalogue, so it is not a major flaw, nor does it detract from the volume as a whole.

One last note: the catalogue can only be acquired by contacting the Palmela’s Town Hall.

* The article, expanded, is also published individually in a volume with the same name, by Palimage Publishers.

 

Advertisement

One thought on “Pera guerrejar. Armamento Medieval No Espaço Português – Crítica | Review

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s